Pacientes bariátricos e o consumo de álcool
Pacientes bariátricos e o consumo de álcool

Pacientes bariátricos e o consumo de álcool

Uma grande preocupação que se tem em relação ao pós-operatório da cirurgia bariátrica é sobre os pacientes bariátricos e o consumo de álcool. 

Assim, essa preocupação se justifica, principalmente, por conta da mudança de paladar.

Isso porque após a cirurgia o paciente bariátrico muitas vezes substitui as boas sensações que tinha ao mastigar pelo prazer de ingerir líquidos. 

Por isso, pessoas que realizam a cirurgia bariátrica têm maior risco de desenvolver algum grau de alcoolismo, embora esse fato esteja relacionado a uma tendência já existente.

Por que o álcool pode provocar recuperação de peso após a cirurgia bariátrica?

Pelo aspecto nutricional, o álcool tem um alto teor calórico (o segundo nutriente que tem mais calorias por grama), e pode agredir a mucosa gástrica causando desconforto. 

Assim, a ingestão de álcool por pacientes bariátricos não é recomendada, pois suas muitas calorias e gases dificultam o processo de emagrecimento.

Após quanto tempo o paciente que fez a cirurgia bariátrica pode voltar a consumir bebidas alcoólicas?

Atualmente, a recomendação é para que, após o procedimento, o paciente bariátrico fique, no mínimo, seis meses sem ingerir álcool.

Após esse período, o consumo deve ser sempre moderado. 

Qual a recomendação sobre o consumo de álcool após seis meses da cirurgia bariátrica?

Não existem recomendações específicas, quanto menor for o consumo, melhor. 

Pacientes que realizam o bypass gástrico devem se abster do álcool definitivamente.

De modo geral, a OMS  indica os seguintes limites de consumo:

  • 15 gramas de etanol para mulher (por dia);
  • 30 gramas de etanol para homem (por dia).

Isso equivale a uma taça (de 120 ml) de vinho para mulheres e duas para homens. 

Porém, quando falamos nos destilados, o limite é de 40 ml para as mulheres e 60 ml para os homens.

É possível substituir as bebidas destiladas pelas fermentadas a fim de ter um consumo mais seguro?

O que muda é a quantidade que a pessoa consegue beber e o teor alcoólico. 

Desse modo, 50 ml de cerveja possuem bem menos calorias do que 50 ml de gin, já que o nível de álcool neste último é bem maior.

Porém, não existe nenhuma recomendação específica sobre a bebida fermentada ser melhor do que a destilada para evitar a recuperação de peso.

Por fim, é importante destacar que o consumo de álcool deve ser completamente evitado nos primeiros seis meses pós-cirurgia bariátrica.

Também, esse tempo pode ser estendido de acordo com o paciente e as recomendações do cirurgião bariátrico.

Deixe uma resposta